Busca:
A PREGAÇÃO EXPOSITIVA E O CRESCIMENTO SAUDÁVEL DA IGREJA.
Quinta-feira, 19/01/2017 às 16:29h
          Ao  longo dos anos a preocupação com o crescimento da Igreja tem sido um dos pontos de grande conflito no meio dito cristão:
        De um lado consistentemente muitos pastores e teólogos ortodoxos, denunciam métodos extremamente carnais e a utilização do pragmatismo sob a motivação de “ganhar” vidas para Cristo, bem como a megalomania perniciosa de algumas denominações e igrejas em olhar para vidas como simples proporções numéricas e deliberadamente se agarram a qualquer estratégia, mesmo antibíblica, para aumentar o número de membros e congregados em suas igrejas.
        Do outro lado, temos aqueles que acusam a ala ortodoxa de ser indiferente ao evangelismo e negligenciar o crescimento de suas igrejas e por isso fazem parte ou conduzem igrejas anãs e que diminuem ainda mais ano após ano.
Ressaltamos que biblicamente, de fato, a Igreja deve promover o Evangelho de maneira ativa, o Grande Comissionamento é indiscutível em Mateus 28, assim, indubitavelmente estão cometendo um grave erro aqueles que tratam de maneira indiferente e negligente o evangelismo e o crescimento de suas igrejas.
Contudo, não temos sido chamados para acompanhar qualquer um desses dois erros, mas sim para evangelizar, fazer missões e nos preocupar com o crescimento da igreja, todavia de maneira Escriturística e em fidelidade ao Senhor.
Nosso Senhor não somente nos comissiona, mas prescreve como isso deve ser realizado, sendo assim nos comissiona segundo um direcionamento completo e preciso:

“Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.”Mateus 28:19,20

        Analisando o texto resta claro que tanto o Evangelismo como o Discipulado cristão devem estar alicerçados na Palavra de Deus, Cristo mesmo assim o fez, tanto a apresentação do Evangelho por parte de nosso Senhor como o cuidado de seus discípulos foram desenvolvidos ao longo de seu ministério de maneira alicerçada na Palavra.
         Deste modo existe uma determinação para o Evangelismo, assim como para tudo o que é praticado e desenvolvido na Igreja do Senhor e para experimentarmos o poder de Deus este deve ser obedecido. Paulo ressalta este ponto:

"Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Romanos 10:13-17"

          E ainda: ”Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.” 1 Co 1:21.
É inquestionável a conclusão dos textos mencionados de que o Evangelismo e o Crescimento da Igreja devem estar alicerçados na pregação da Palavra de Deus e não encontraremos direcionamento diverso na Escritura.
            Deste modo, o crescimento da igreja deve ser almejado sim, porém com fervor e de maneira íntegra e santa, sendo executado por meio da pregação da Palavra de Deus.
Dito isto, ressaltamos que quando nos referimos a pregação não estamos nos referindo a alguém subindo no púlpito e proferindo o que bem entender de lá, contando histórias inventivas e antropocêntricas, mas em submissão a Deus deve expor a Sua Palavra.
          O texto de Romanos que lemos acima é direto e claro nesse ponto “ouvir a Palavra de Deus”, logo o que deve ser anunciado é a Palavra de Deus, o que deve ser pregado é a Palavra de Deus, pois somente nela há o Evangelho que é o Poder de Deus para a Salvação de todo o homem.
            Entendendo que o conteúdo do sermão deve ser a própria Palavra de Deus, temos que o método que se submete integralmente e atende essas exigências por se primeiramente bíblico, é o sermão expositivo. James Braga afirma:
O sermão expositivo é o modo mais eficaz de pregação, porque, mais que todos os outros tipos de mensagens, ele, com o tempo, produz uma congregação cujo ensino é fundamentado na Bíblia.
           Ao expor uma passagem da sagrada Escritura, o ministro cumpre a função primária da pregação, a saber, interpretar a verdade bíblica (o que nem sempre se pode dizer dos outros tipos de sermões).
              O poder de Deus por meio do sermão expositivo é apresentado ao longo de toda escritura, tanto no Antigo Testamento, a título de exemplo citamos Neemias 8 e o livro de Jonas em sua missão evangelística a Nínive.
             Todavia, mais detidamente ao propósito do texto, observamos tal poder ao longo de todo o livro de Atos, já no início do livro quando Lucas registra que no sermão de Pedro, três mil almas foram acrescentadas ao número dos santos.(At 2:14 - 47)
                O Pr. John MacArthur prefaciando a excelente Obra do Pr. Dave Aby, Pregação Poderosa para o Crescimento da Igreja, assim comenta o crescimento da Igreja Neotestamentária por meio da Pregação:

            No Novo Testamento, o registro da igreja primitiva revela que a pregação deveria ser o coração de toda a atividade da Igreja. A pregação era a principal estratégia para o crescimento da igreja primitiva – e o crescimento da igreja primitiva era mesmo mensurado pelo progresso e a expansão da Palavra de Deus. No texto a seguir vemos como o historiador Lucas registrou o crescimento da igreja primitiva: “E divulgava-se a palavra de Deus, de sorte que se multiplicava muito o número dos discipulos em Jerusalém” (Atos 6:7), “A Palavra de Deus crescia e se multiplicava” (Atos 12:24). “Assim a palavra do Senhor crescia poderosamente e prevalecia” (Atos 19:20).

                 Como destacou MacArthur, o crescimento genuíno da Igreja se dá por meio da Pregação da Palavra de Deus, de maneira vívida, poderosa e em submissão total do pregador a esta Palavra.
          Hoje em dia presenciamos várias estratégias para o crescimento das congregações, contudo os resultados são claramente perecíveis, emocionais e visivelmente passageiros. A expansão genuína e poderosa do cristianismo se deu por meio da Palavra e os resultados são relatados ao longo de Atos e de toda a História da Igreja do Senhor tanto na reforma protestante, alicerçada na Sola Scriptura (Somente a Escritura é a Palavra de Deus e deve ser anunciada e vivida) como nos movimentos avivalistas onde países inteiros foram impactados pela pregação da Palavra, como na Inglaterra de Spurgeon e Wesley e Whitefield, como nos E.U.A de Edwards e Moody, homens conhecidos por um zelo ardente pela Pregação da Palavra.
                Devemos então, de fato nos preocuparmos com o Evangelismo e Crescimento da Igreja, mas de maneira genuína, poderosa e saudável, e o mesmo só se dará, quando as igrejas retornarem a Palavra, reconhecendo e crendo que Ela é o poder de Deus e que aprouve a Deus por meio dela salvar o pecador em Cristo, pois nela Cristo é anunciado, exaltado e apresentado de maneira plena e perfeita, somente em Sua Palavra.  Isso implica em pregar expositivamente todo o conselho de Deus. (2 Coríntios 2:17; 3:5; 4:1-2; 13-14).

BIBLIOGRAFIA:

BRAGA, James. Como Preparar Mensagens Bíblicas. Minas Gerais Editora Vida. 1994.
EBY, David. Pregação Poderosa para o Crescimento da Igreja: O papel da pregação em igrejas em crescimento. São Paulo. Arte Editorial e Candeia.2001

solus christus
Por: Janyson Costa Ferreira.
Presb. Cong. Batista de Belém


Enquete
Você já sofreu preconceito por causa da sua religião? Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia -

Sim, muitas vezes
Sim, algumas vezes
Não, nunca sofri preconceito por causa da religião Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia - En
Já sofri por não ter religião (Agnóstico / Ateu) Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia - Enqu

Resultado

MULTIMÍDIA

BC NEWS
2015 www.batistadebelem.com.br - Todos os direitos reservados.