Busca:
VIDA DE INSETO
Quarta-feira, 24/08/2016 às 14:23h

Vida de Inseto!


                                                   

 “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio.” Pv 6:6

Você algum dia já observou formigas? Lembro-me que quando era pequeno adorava brincar com formigas, passava horas agachado em um aparentemente pequeno formigueiro que existia no pátio de minha casa, até comida eu dava à elas! Passava horas observando as pequeninas indo de um lado para o outro em filas, uma ia e outra voltava, sempre trabalhando duro, sempre carregando algo muitas vezes com evidente esforço, sem cansar, sem parar, elas faziam isso por horas, percebi um dia que em determinado horário elas paravam e todas entravam no formigueiro.

Essas pequeninas tinham uma rotina que eu só posso caracterizar como, no mínimo rigorosamente disciplinada e organizada. Impressionantemente disciplinada! Por assim dizer. Lembro-me que por vezes eu tentei obstruir a passagem delas com algumas coisas, como gravetos e pequenas pedras, tentando desorganizar a ordem, era inútil, completamente inútil. O objetivo não parava, abastecer o formigueiro, comida, folhas para reparos internos, sem dúvida alguma não devia faltar nada ali dentro. Só não obteriam sucesso caso fossem mortas, porém enquanto havia vida essa vida era manifesta e ativa. Cada uma desenvolve o trabalho que lhe foi dado de forma tão competente! É impressionante!

Umas cuidam do alimento enquanto as outras protegem o formigueiro, vigilantes, atentas, e o farão com a própria vida.

Hoje refletindo sobre essas pequeninas, entendo quão sábio conselho é dado pelo rei Salomão ao escrever “Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio.”¹ O objetivo de Salomão era que ao observar o caminho das pequeninas para se tornar sábio.

E o que podemos observar nesses caminhos? Diante de uma necessidade elas mostram, trabalho duro, disciplina e atividade, sem dúvida alguma essas pequeninas foram instruídas pelo Criador, mesmo sendo somente pequenos seres são tão prudentes! Trabalham duro e quando o inverno impiedoso chega nada lhes falta, colhem o proveito de toda aquela lida, de todo o trabalho em equipe. Sem preocupação fazem que o formigueiro passe pelo rigoroso inverno com tranquilidade e segurança.

De fato quem dera que nós agíssemos como as formiguinhas! Ah! Quão bom seria se diante da necessidade de nossas almas fôssemos tão diligentes quanto elas. Se diante da necessidade dos que nos cercam déssemos nossas vidas de forma tão diligente e disciplinada para armazenar dia após dia, mesmo que em pequenas porções mesmo que em pequenos pedaços, o verdadeiro alimento que podemos encontrar nas Escrituras tanto para nós quanto para os nossos. 

Quantos homens mesmo sabendo que os dias apontam para um grande inverno, que matará os preguiçosos ignoram a necessidade de se preparar agora, para que salvem tanto a si mesmo como suas famílias e seus queridos da terrível morte que este inverno trará? De forma impiedosa, infértil e cruel. Tais homens nesse dia ficarão desolados, sem esperança e após cada segundo estarão fracos, desnutridos e caminharão lentamente para a morte afastados de Deus.
  
Devemos entender agora que “O preguiçoso não lavrará por causa do inverno, pelo que mendigará na sega, mas nada receberá.”²

Por isso devemos estar preparados para que no dia em que o inverno se abater sobre nossas almas estejamos sustentados na Palavra de Deus e com alimento suficiente para também sustentar nossas famílias e nossos queridos. Para que passem pelo inverno glorificando a Deus, com almas coradas e saudáveis, pois estarão desfrutando e se nutrindo de tão profundo e precioso alimento.

Se aprendermos com as formiguinhas, estaremos preparados para enfrentar a era mais fria que vier, pois dentro de nossos corações teremos calor e sustento para suportar tais dias.

Você quer saber por que não cresce espiritualmente? Por que não possui fervor? Por que a família de seu irmão é tão saudável e seus filhos tão piedosos e os seus não? A resposta é porque você ainda não atentou para a disciplina dessas “formiguinhas” que você tanto olha. Você observa o seu crescimento e o deseja, porém ignora os seus caminhos! Ignora o trabalho duro e o quanto elas tem trabalhado dia após dia para se alimentarem do “Pão da Vida” e também as suas famílias. Elas aprenderam e você ainda não que “A alma do preguiçoso deseja, e coisa nenhuma alcança, mas a alma dos diligentes se farta.”³. Portanto meu caro, aprenda com as formiguinhas e ao observar os seus caminhos junte-se a elas.
                                     
Busque uma disciplina semelhante em sua vida espiritual, se dedique a alimentar-se do Senhor Jesus Cristo, o Pão da Vida através de Sua preciosa Palavra, busque nutrir a sua alma e a de sua família através da oração e da comunhão com o Senhor.

Não importa quais os obstáculos que apareçam e os impeça - atividades tentam roubar sua atenção e tempo ou frustrar seu objetivo -, se o seu desejo por Deus é de fato sincero, se o seu desejo de que seus filhos e seus queridos conheçam a Deus é de fato sincero, você deve trabalhar. Trabalhe para isso! Se empenhe e se esforce! Acredite: é imensamente prazeroso. Sim é cansativo, porém o deleite e os frutos são imensamente maiores e você sem dúvida irá colhê-los agora mesmo. Quem disse que as formiguinhas não comem enquanto armazenam? Enquanto muitos estão com fome devido suas rotinas preguiçosas, as formiguinhas se alimentam dia após dia e ainda armazenam para si e para os seus estando preparadas para o dia mal.

Portanto, devemos aprender mais das formiguinhas para nos tornar sábios, e buscar ao Senhor enquanto se pode achá-lo, pois chegarão tempos difíceis e estéreis que só guardam para os indolentes e negligentes a morte e a destruição, devemos ter em mente que “A preguiça faz cair em profundo sono, e a alma indolente padecerá fome.”4

Enfim meus irmãos, olhemos para as “formiguinhas” de nossas igrejas, de nossa vizinhança, olhemos para o sucesso concedido pelo Senhor a todas as “formiguinhas” que se alimentam d”Ele e após isso não fiquemos parados! Nos juntemos a elas, ao seu “formigueiro” ao seu trabalho, para também nos alimentarmos e estarmos todos juntos no dia do Grande Inverno, abrigados e Salvos no Senhor, glorificando o Seu nome e colhendo os frutos da grande lida desta efêmera vida por toda a eternidade!

“Vai ter com a formiga, ó preguiçoso; olha para os seus caminhos, e sê sábio.”
 


 Notas:
¹ Provérbios 6:6
²Provérbios 20:4
³Provérbios 13:4
4Provérbios 19:15

Autor: Janyson C. Ferreira: Casado com Karolynne Ferreira. Serve na Congregação Batista de Belém como Professor da Escola Dominical e Pregador. Graduando em Teologia na Escola Telógica Charles Spurgeon e na Faculdade Calvinista de São Paulo, com especialização em Epistemologia Bíblica e Filosofia Cristã. Membro e Editor do Blog Servorum Dei.
Fonte: Blog Servorum Dei http://gqlgeracaoquelamba.blogspot.com.br/2012/06/vida-de-inseto.html


Enquete
Você já sofreu preconceito por causa da sua religião? Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia -

Sim, muitas vezes
Sim, algumas vezes
Não, nunca sofri preconceito por causa da religião Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia - En
Já sofri por não ter religião (Agnóstico / Ateu) Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia - Enqu

Resultado

MULTIMÍDIA

BC NEWS
2015 www.batistadebelem.com.br - Todos os direitos reservados.