Busca:
10 Dicas práticas para casais cristãos - Fernando Angelim
Domingo, 19/07/2015 às 10:39h

 

Estas dicas aprendi ao longo da minha caminhada cristã, tanto lendo a Bíblia, livros, ouvindo pregações, aconselhamentos com pessoas mais maduras ou vivenciando mesmo. Não se trata de um manual exaustivo, mas algumas breves dicas que achei importante compartilhar, retenha o que for bom pra você.

 

1 –Busque a Deus em primeiro lugar

 

Se o Senhor não edificar a casa em vão trabalham os que a edificam. Devemos buscar o Senhor em primeiro lugar sempre. É muito importante orarmos um pelo outro, pedirmos sabedoria a Deus, cultivarmos o hábito de fazer devocionais juntos, ler livros edificantes, estar firme em uma igreja local cultuando ao Senhor, ter amizades com pessoas sábias que possam ajudar no aconselhamento. Ou seja, devemos nos aproximar do que nos aproxima de Deus e nos afastar do que nos afasta dele.

 

2 – Até as dificuldades do relacionamento cooperam para o nosso bem.

Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Até mesmo as dificuldades que enfrentamos nos relacionamentos servem para que sejamos tratados, aperfeiçoados em paciência, amor, bondade, domínio próprio, etc. Encare as dificuldades como uma oportunidade de amadurecimento e crescimento em Cristo.

 

3 – Procure a Paz

Se depender de nós devemos ter paz com todos. Existem coisas que podemos relevar, o amor encobre uma multidão de pecados. Claro que não devemos ficar omissos ou deixar passar tudo, porém, existe uma forma certa e momento certo para críticas construtivas e existem coisas que podemos relevar.

 

4 – Comunicar-se é essencial

A vida e a morte estão no poder da língua. Devemos ter sabedoria no falar e no calar. Devemos buscar uma comunicação saudável com nosso cônjuge. Evitar ironias, palavras grosseiras e desrespeitosas, o silêncio para frustrar o outro, evitar falar palavras que podemos nos arrepender depois, pois muitas vezes palavras insensatas causam feridas na alma. Procure meios para melhorar a forma de se comunicar eficazmente e de se policiar nas palavras.

 

5 – Nos momentos de dificuldades não pense em desistir, mas naquilo que te traz esperança.

Existem casais que estão bem durante a semana, porém quando tem uma briga esquecem totalmente de tudo aquilo que construíram, esquecem os momentos bons e só conseguem focalizar nas coisas ruins do outro, generalizando o relacionamento, dizendo: “nós nunca estamos bem”, “ele não presta”, etc. Dificuldades acontecem porém nesses momentos devemos lembrar da aliança que fizemos com Deus e com nosso cônjuge e não pensarmos em divórcio em cada briga. Lembre-se dos votos, dos momentos bons e sempre lute por sua família.

 

6 – Não traga de volta problemas já resolvidos.

Aquele que traz à tona um problema já resolvido separa os melhores amigos. Quando já houve o arrependimento e o perdão o problema está resolvido. Trazer de volta à tona um problema que já foi resolvido é como abrir novamente uma ferida que já estava cicatrizada, fazer isso é caminhar para um ciclo de brigas. Se você perdoou de verdade, dê um ponto final na questão.

 

7 – Você tem uma pessoa para amar. Mesmo se aparecem pessoas mais bonitas ou legais, não são a sua.

Nosso relacionamento não pode se fundamentar em beleza ou na conversa. Pois saiba que sempre vai aparecer alguém mais bonito ou mais legal que o seu cônjuge. Porém, não devemos ter olhos para outras pessoas, devemos pensar: este (a) é o meu. Foi com esta pessoa que eu me casei. Não importa se a aparecer um Brad Pitt ou uma Angelina Jolie dentre minha roda de amigos, eu preciso aprender a ter como o meu referencial de beleza o meu cônjuge e saber que só tenho uma pessoa para desejar.

8 – Reconheça seus erros e esteja aberto para o perdão

Quando Adão pecou, colocou a culpa em sua esposa e indiretamente no Senhor. Dizendo: “a mulher que tu me deste”, este não foi um bom exemplo a ser seguido. Devemos ter capacidade de assumir nossos erros, reconhecer nossas falhas e com humildade dizer “Eu errei, falhei, me perdoe”. E também estar abertos para perdoar quando o outro fizer o mesmo, de outro modo como faríamos a oração do Pai nosso que diz: “perdoa as nossas ofensas como nós perdoamos.”?

 

10 – Invista em atitudes amorosas

Palavras de incentivo, elogios, presentes, passar tempo com a outra pessoa, carinho,atenção, atitudes que o outro gostaria que você fizesse, surpresas, passeios, jantar romântico, declarações de amor... essas coisas fortalecem o relacionamento. Certa vez vi uma ilustração que dizia que os relacionamentos são como uma conta bancária que podemos fazer depósitos e retiradas, cada briga, grosseria é uma retirada e se brigar muito a conta fica no vermelho e cada atitude de amor um depósito. Então deposite bastante neste banco do amor.

 

11 -  Valorize a integridade do seu cônjuge

Evite falar mal do seu cônjuge em público, ou até mesmo em conversas comuns com outras pessoas. Os problemas ou defeitos do outro não precisam ser divulgados aos quatro cantos. A medida do possível zele pela integridade do seu cônjuge. Tenham respeito um pelo outro.

Espero que essas dicas possam ajudá-los de alguma forma. Deus os abençoe grandemente. Graça e Paz.


Fernando Angelim



Enquete
Você já sofreu preconceito por causa da sua religião? Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia -

Sim, muitas vezes
Sim, algumas vezes
Não, nunca sofri preconceito por causa da religião Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia - En
Já sofri por não ter religião (Agnóstico / Ateu) Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia - Enqu

Resultado

MULTIMÍDIA

BC NEWS
2015 www.batistadebelem.com.br - Todos os direitos reservados.