Busca:
O Ritmo da Fé
Quarta-feira, 27/11/2013 às 08:40h

Quando estamos para morrer, tantas coisas da vida ficam diferentes. Muitas das antigas agitações nos parecem tolices. Quando estamos no leito de morte, 99% dos temores de nossa vida nos parecem ridículos.

Então por que não aprendemos isso agora? Nas palavras de Isaías 28:16, "aquele que crê, não se apressará". Confiar em um Deus amoroso e soberano remove todos os temores da nossa vida. Tenho um amigo, ele é pastor, e parece nunca estar com pressa, mas mesmo assim consegue fazer muitas obras. Quando as pessoas estão atrasadas, ele não perde tempo andando para lá e para cá. Quando um fusível queima no meio do culto, ele não fica inquieto ou irado. Quando as coisas não acontecem do jeito que ele quer em uma reunião de diretoria, ele não rói as unhas ou fica tenso. Você tem a impressão de que ele sabe alguma coisa que você não está sabendo. Como uma pessoa que já leu o livro e por isso sabe o final dele.

Seu segredo é Isaías 28:16, "aquele que crê, não se apressará". Crê no que? Que Deus é Deus, e sempre trabalha por aqueles que confiam nele. Se Deus trabalha por nós quando as pessoas estão atrasadas, quando os fusíveis queimam e quando as reuniões não acontecem do jeito que esperamos — se Deus está sempre trabalhando para que todas as coisas cooperem para o nosso bem, então por que ficamos inquietos? Por que o nervosismo? Por que a pressa?

Quando Paulo diz: "A vida que agora vivo no corpo, vivo-a pela fé no filho de Deus, que me amou e se entregou por mim", ele quer dizer: "A cada momento, tenho a confiança de que o amor que levou Jesus à cruz para se entregar por mim, ainda está se movendo hoje, a fim de operar as circunstâncias para o meu bem". Por isso, Paulo pôde dizer, "aprendi a adaptar-me a toda e qualquer circunstância". (Filipenses 4:11). Ele acreditou no poder presente e na bondade de Deus, portanto, ele não tinha pressa: sem inquietação, sem nervosismo.

A pressa gera perdas. Perda da paz. Perda da saúde. Perda da alegria. O Senhor nunca está com pressa, pois Ele tem todas as coisas sob o Seu controle. Seu povo deveria ser marcado por um poder constante! Nós o desonramos com nossa inquietude. Os filhos do rei não entram em pânico quando perdem suas chaves.

Imagine um sargento do exército de Israel no Mar Vermelho enquanto Faraó vem se aproximando. Ele está muito apressado e inquieto, voando para preparar uma frota, organizando as equipes para buscar madeira e corda e ferramentas, ficando acordado até tarde, se atormentando por causa dos trabalhadores preguiçosos, lamentando-se pelo trabalho mal feito. Então, de manhã cedo, uma grande dor aperta o seu peito, seu braço esquerdo fica dormente e ele sente náuseas. Seus trabalhadores o carregam para sua tenda no topo da montanha. E a última coisa que ele vê é a água do Mar Vermelho se abrir por um sussurro divino e as pessoas atravessando o mar em segurança, deixando sua frota para trás.

Igreja, Igreja! O Teu Deus não dorme ou cochila. Não se inquiete ou fique ansioso. Teu Pai sabe o que você precisa antes que você peça. Ele está agora mesmo trabalhando por você. Confie nele. Mantenha-se num ritmo constante. Pois "aquele que crê, não se apressará".

No ritmo pela fé,

John Piper

 AutorJohn Piper

 John Piper é um dos ministros e autores cristãos mais proeminentes e atuantes dos dias atuais, atingindo com suas publicações e  mensagens...
 FONTE: www.ministeriofiel.com.br 



Enquete
Você já sofreu preconceito por causa da sua religião? Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia -

Sim, muitas vezes
Sim, algumas vezes
Não, nunca sofri preconceito por causa da religião Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia - En
Já sofri por não ter religião (Agnóstico / Ateu) Leia mais em: Perguntas Polêmicas da Bíblia - Enqu

Resultado

MULTIMÍDIA

BC NEWS
2015 www.batistadebelem.com.br - Todos os direitos reservados.